Arquivos do futebol

O Futebol do passado

O América vence os campeões do mundo

Em pé: Joel, Osni, Osmar, Rubens, Osvaldinho e Ivan.
Agachados: Walter, Maneco, Dimas, Ranulfo e Natalino.

A expectativa em torno do amistoso programado para o lançamento da pedra fundamental do monumento as conquistas do futebol uruguaio nos campeonatos olímpicos e mundiais. A tarefa parecia banal. Afinal, o Penarol era base da seleção uruguaia, com sete dos jogadores que haviam ganho o mundial de 1950 em pleno maracanã: Maspoli. Gonzalez. Obdulio Varella. Miguez. Vidal. Gigghia e Schiaffino, os dois últimos os autores dos gols da vitória de 2×1 sobre o Brasil, no trágico 16 de julho.

E o América era algo próximo de um “sparring”, um time que consideravam de bom nível, mas que poderia, seguindo um raciocínio que julgavam lógico, ser derrotado sem muitos problemas, para que a festa pelo primeiro aniversário do campeonato mundial pudesse ser completa.

Walter Mesquita, único jornalista brasileiro presente ao Estádio centenário naquele belo domingo de 18 de julho de 1951, destacou mais tarde nas páginas do extinto “Correio da Manhã” que a idéia, na prática, era provar, mais uma vez, a superioridade do futebol deles sobre o nosso. Mas o tiro saiu pela culatra. O América cumpriu uma exibição de gala e venceu o Penarol por 3×1. Um feito tão extraordinário que é suficiente para homenagear os cem anos do clube carioca.

A delegação do América foi chefiada por Raul Martins Ribeiro Junior. Além dos titulares, viajaram os jogadores Jorginho, Cláudio, Miguel, Godofredo, Lopes e Hilton Viana. O tesoureiro foi Nilson Delduque e o massagista Olavo de Morais. O presidente era Fábio Horta de Araújo. O curioso é que o América, naquele ano de 1951, obteve um modesto sexto lugar no campeonato carioca, ganho pelo Fluminense.

PEÑAROL (URU) 1 X 3 AMÉRICA (RJ)Data: 18/061951
Amistoso Internacional
Local: Estádio Centenário / Montevidéu.
Árbitro: Mr. Devine (Inglês)
Gols: Miguez; Ivan, Maneco e Nivaldinho
AMÉRICA: Osni, Joel e Osmar,Rubens, Osvaldinho e Ivan, Valter,Maneco,Dimas, Ranulfo e Nivaldino.
PEÑAROL: Pereira Natero (Maspoli), Davione e Romero, Gonzalez, Obdullio Varella e Etchegoyen, Gigghia, Hoberg, Miguez, Schiaffino e Villamide (Vidal).

Fonte: http://www.museudosesportes.com.br

Anúncios

maio 13, 2011 - Posted by | América F.C. (RJ), Amistosos Internacionais, Arquivos do Futebol, Súmulas

1 Comentário »

  1. De uma época que o futebol era magia. Futebol era arte. A Arte era América.

    Comentário por Renato Powell | fevereiro 12, 2015 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: